Motivação: 4 passos para driblar a falta de energia no trabalho

Faça o que mais gosta
Entre a vontade de ir correndo para casa e a pilha de trabalho em cima da mesa, tem sempre alguma coisa que pode adorar fazer e que você já faz melhor do que todas as outras. Nesses dias mais lentos, priorize o que te dá prazer: revisar um relatório ouvindo música, conversar com seus melhores clientes ou dar uma cara nova para um projeto esquecido.

Diversifique
Nunca se deixe levar por um trabalho acumulado. Mesmo que a agenda do dia esteja tomada pela mesma tarefa, procure diversificar as horas com outros trabalhos. Que tal uma ronda na internet por sites do seu ramo de atuação para ficar por dentro do que está rolando? Informação nova faz é um refresco para a mente, pode apostar.

Batalhe por autonomia
Uma das principais queixas de quem trabalha numa empresa é a impossibilidade de tomar decisões. Se você se sente preparado para correr mais riscos – mas seu chefe ainda não sabe disso – encontre uma forma de conversar com ele sobre o assunto. A reunião de feedback é o momento ideal para isso. Enquanto isso, durante o trabalho, mostre que você é capaz de propor e de encarar novos desafios: sugira ideias, observe o que a concorrência está fazendo, motive os colegas. Ele não só vai reparar a diferença, como também você vai se sentir mais motivado para sair de casa pela manhã.

Recompense a si mesmo
Dias exaustivos de trabalho merecem um alento no final, ou na hora do almoço, como preferir. Nessas ocasiões, procure dar pequenas recompensas a si mesmo pelo seu esforço. Vale uma sobremesa que você não come há muito tempo ou até um passeio com ar puro pela vizinhança da empresa. Respirar fundo e fazer uma avaliação positiva do seu trabalho também pode ajudá-lo a entender que, dias sem motivação, são só pequenos momentos perto do que você já conquistou e que ainda pode conquistar.

Fonte: GNT

040413

Deixe uma resposta