O que fazer com a correspondência?

Na minha opinião, a melhor forma de lidar com a correspondência é analisando-a no momento em que ela é recebida.

Se você deixa acumular muita coisa, é provável que dê preguiça de mexer em tanto papel e aí a pilha vai aumentando cada vez mais.

O ideal é que, ao receber a correspondência, você as separe em três categorias:

1) É pra mim! Providenciar resolução. Se for uma conta, guarde-o na pasta de contas a pagar (ou agende o pagamento); se for um documento, arquive-o; se for uma revista, coloque-a no local onde será lida; e assim por diante.

Nesse post dei algumas dicas de como organizar as contas.

2) Não é pra mim! Destinar ao responsável. É interessante ter uma pasta ou caixa para esta pessoa verificar diariamente. Esse local pode ser no hall de entrada, pois fica mais fácil para cada um pegar a sua correspondência.

3) Lixo. Aqui entram encartes que vêm com a correspondência, revistas promocionais e catálogos diversos nos quais você não tem interesse.

Se você é como eu e não gosta de papel, pode trocar vários deles por correspondência eletrônica. Hoje em dia vários bancos, planos de saúde e operadoras de telefonia já tem a opção para receber os boletos via e-mail.

Com esses pequenos cuidados, você nunca deixará de ver algo importante ou de pagar uma conta em dia por não ter visto o boleto. 😉

030913_O QUE FAZER COM A CORRESPONDENCIA DIARIA

Deixe uma resposta