Organizando Viagens: comprar moeda estrangeira ou usar cartão de crédito / débito internacional?

Esse post foi revisado em 29/12/13. Para visualizar o post atualizado, clique aqui.

Recentemente o Cássio Verona (leitor do blog) me perguntou o que valia mais a pena: comprar dólar ou usar o cartão de crédito na viagem que ele irá fazer para Las Vegas.

Em uma primeira análise, comprar moeda estrangeira e/ou recarregar cartão de débito pré-pago é a opção mais barata, por conta do IOF. O IOF nessas modalidades é 0,38% contra 6,38% do cartão de crédito.

Por outro lado, com a instabilidade do dólar, há o risco da cotação cair bastante e a taxa do cartão de crédito ser mais interessante, mas como essa não é uma realidade que podemos administrar, ainda prefiro o cartão de débito pré-pago.

Entre dinheiro em espécie e cartão pré-pago, eu também dou preferência ao cartão, devido a segurança que ele proporciona (se você for assaltado, o cartão pode ser cancelado, enquanto que o dinheiro já estará na mão do ladrão). Um pouco de dinheiro em espécie é sempre bom levar (para despesas como táxi, gorjeta, etc.), mas não muito.

Outra vantagem do cartão de débito é poder controlar o saldo através do site da operadora onde você fez o cartão. O meu cartão é da Confidence Câmbio, mas há várias outras operadoras que também têm seus cartões e alguns bancos também oferecem essa modalidade.

Em contrapartida, se sua intenção é fazer algum tipo de compra parcelada, aí o cartão de crédito é a opção. O cartão de crédito também é mais vantajoso se você quiser acumular milhas para a próxima viagem.

Fiz um quadro resumo para facilitar a visualização das vantagens e desvantagens de cada opção.

221013_ORGANIZANDO VIAGENS_COMPRANDO DOLARES_FOTO 1

Clique aqui se quiser ver mais posts da série Organizando Viagens.

221013_ORGANIZANDO VIAGENS_COMPRANDO DOLARES_FOTO 2

Deixe uma resposta