Organizando Viagens: o que pode trazer do exterior

Ontem voltei de viagem e percebi que não tinha falado de um ponto importante quando pensamos em viagens internacionais: a Receita Federal.

A cota para compras internacionais para viagens de avião é de US$ 500,00. Além dessa cota, há uma cota extra de US$ 500,00 para compras no free shop na chegada ao país. Vale lembrar que elas não são cumulativas e que compras realizadas no duty free dos aeroportos fora do país contam na cota dos produtos comprados no exterior.

Bens de uso e consumo pessoal estão isentos e não entram na cota, desde que sua quantidade não seja considerada para uso comercial. Celular, câmera digital e leitor de e-book também não entram na cota, mas estão limitados à uma unidade por pessoa.

Os bens que ultrapassam a cota devem ser declarados à Receita Federal para tributação. O valor cobrado é de 50% do valor que exceder à cota de importação. Caso você não declare e a Receita Federal selecione sua bagagem para inspeção, além do valor do imposto, ainda será cobrada uma multa de 50% do valor excedente.

O quadro abaixo mostra a diferença que a cobrança da multa pode fazer em suas compras.

161113_ORGANIZANDO VIAGENS_O QUE PODE TRAZER DO EXTERIOR_FOTO 1

Outro ponto de atenção é a garantia dos produtos. Se você vai comprar algum eletrônico no exterior, é importante verificar quais as exigências do representante no Brasil para honrar a garantia do produto (alguns fabricantes exigem a prova regular de importação e, para isso, você vai precisar declarar o produto quando da sua entrada no país).

Aqui você pode encontrar a legislação da Receita Federal que fala sobre esse assunto.

Se você ficou com alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários ou envie um e-mail para contato@organizz.com.br.

161113_ORGANIZANDO VIAGENS_O QUE PODE TRAZER DO EXTERIOR_FOTO 2

2 ideias sobre “Organizando Viagens: o que pode trazer do exterior

Deixe uma resposta