Organizando Viagens: como proceder se sua mala for extraviada?

Quem já teve a mala extraviada sabe a dor de cabeça que é e, por isso, hoje trouxe algumas dicas de como proceder se isso acontecer com você.

A primeira coisa a fazer é localizar um funcionário da companhia aérea e comunicar o fato. Ele deve registrar o extravio através do preenchimento do Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB) ou formulário similar.

Esse documento vai servir como um boletim de ocorrência e lá devem ser colocados todos os seus dados pessoais e informação sobre o tipo e cor da mala. Além disso, será necessário apresentar o comprovante da bagagem despachada, assim, lembre-se de manter esse comprovante com você desde o momento em que despachar a mala.

A companhia aérea tem entre 21 e 30 dias para localizar a bagagem. Após esse período, você pode solicitar uma indenização, que segundo a Convenção de Varsóvia, é de US$ 20,00 por quilo de bagagem. Cabe ressaltar, no entanto, que o valor é limitado ao peso máximo permitido para cada passageiro (23 kgs em viagens nacionais e 32 kgs em voos internacionais).

Se você não concordar com o valor da indenização (na minha opinião pessoal, o valor é muito baixo e deve ser contestado), é necessário procurar os órgãos de defesa do consumidor ou a Justiça. Em ambos os casos é importante ter a nota fiscal de tudo o que estava na mala.

Lembre-se que caso o extravio ocorra na sua viagem de ida, você pode pleitear, junto a companhia aérea, uma ajuda de custo emergencial.

Há como evitar o extravio de bagagem?

Como a responsabilidade é da companhia aérea, não há nada concreto que possamos fazer, mas algumas coisas podem ajudar:

– Leve, em sua mala de mão, roupa suficiente para 1 ou 2 dias de viagem.

– Declare o valor da sua bagagem despachada antes do embarque. A companhia aérea pode cobrar uma taxa, mas dependendo do valor envolvido, pode valer a pena. Com essa declaração, caso ocorra extravio, a indenização será o valor declarado. Objetos de valor (joias, dinheiro e eletrônicos) não podem ser incluídos na declaração;

– Identifique a(s) mala(s), por dentro e por fora, com nome, endereço completo e telefones de contato;

– Sinalize a sua mala com fitas ou etiquetas para facilitar a localização;

– Celular, notebook, câmera fotográfica, dinheiro, cartões, passaporte e remédios de uso diário devem ser sempre levados na mala de mão.

Com esses pequenos cuidados, essa situação pode ser menos traumática.

Se você ficou com alguma dúvida, mande um e-mail para contato@organizz.com.br ou deixe sua pergunta nos comentários.

Não deixe de curtir o blog no Facebook e Instagram! 😉

291113_ORGANIZANDO VIAGENS_MALA EXTRAVIADA

Deixe uma resposta