Como eu uso o Evernote?

O assunto do post de hoje surgiu de uma conversa com a leitora Bianca da Silva, quando ela comentou que não conseguia usar o Evernote e me pediu para escrever um post falando sobre como eu uso esse aplicativo.

Para começar, queria dizer que o que vou falar aqui é como eu uso o Evernote e essa forma pode não ser a melhor para você, mas pode dar uma ideia de como começar as suas incursões pelo Evernote.

Como em todo projeto de organização, você precisa encontrar qual a melhor maneira para você. Quando nos sentimos confortáveis com um sistema, fica mais fácil utilizá-lo em nosso dia-a-dia.

Se você usa ou pretende usar o método GTD no Evernote, indico ler os textos da Thais Godinho (do blog Vida Organizada) e do Vladimir Campos (autor do livro Organizando A Vida com o Evernote).

Bom, agora vou mostrar como eu faço.

Em primeiro lugar, é bom falar sobre três conceitos básicos no Evernote:
– Cadernos: poderiam ser comparados à uma pasta de arquivos, é nos Cadernos que você irá colocar suas notas.
– Notas: são os arquivos em si, podem ser anotações, arquivos e/ou gravações.
– Etiquetas: são as tags que você irá colocar nas notas, com elas é mais fácil e prático localizar qualquer nota que você precise.

Em relação aos cadernos, o mais importante é você analisar o seu dia a dia e verificar como poderia chamar seus cadernos, de forma que facilite a visualização e a busca quando precisar de alguma informação.

Por exemplo: se você trabalha e estuda, pode criar 3 cadernos iniciais: Pessoal – Trabalho – Faculdade; se você é um profissional liberal e atende vários clientes, pode criar um caderno Clientes e dentro dele outros cadernos com os nomes dos clientes (e neles colocar notas com todas as informações de cada cliente) e um outro caderno chamado Pessoal.

Assim, levando em conta a minha realidade e meu dia a dia, eu criei 10 cadernos diferentes, sendo eles:
– Arquivo (neste coloco todas as notas que estão finalizadas, mas que ainda posso ter que vir a consultar e/ou que prefiro não excluir);
– Empresa (aqui estão as notas relacionadas ao meu trabalho);
– Cartões de visita (neste insiro todos os cartões de visita que recebo);
– Clipping (aqui coloco todas as notícias e reportagens que vejo na internet e que acho interessante e uma boa dica para ajudar nisso é usar o Web Clipper – ele transfere automaticamente as reportagens selecionadas para o Evernote);
– Finanças (dados e informações importantes sobre a minha vida financeira);
– Músicas e vídeos (neste caderno estão todas as notas referente a música, vídeos, cinema, dicas de filmes, etc.);
– Organizz (aqui coloco todas as notas referentes ao blog);
– Projetos (neste caderno estão todos os projetos em andamento, dividido em 3 outros cadernos: empresa, blog e pessoal);
– Pessoal (aqui insiro todas as notas relacionadas à minha vida pessoal);
– Receitas (receitas diversas, que pego com amigos, ou que vejo na internet);
– Viagens (neste caderno estão todas as notas referente à viagens – dicas, roteiros ou planejamento de viagens).

Nas notas coloco todas as informações que preciso, sejam elas: cadastros / senhas, lista de compras, dados e anotações sobre projetos, check-lists diversos, etc. Em resumo, tudo o que é relevante vai para uma nota no Evernote.

Criada a nota dentro do caderno, é hora de inserir a(s) tag(s) e geralmente uso tags que possam facilitar a localização e agrupamentos das notas. Por exemplo: se eu anexar um comprovante de pagamento do celular, coloco as tags “pagto” e “celular”. Finalizando isso, sua nota está pronta e você pode editá-la quando e como precisar.

Na minha opinião, a grande vantagem de usar o Evernote é poder concentrar as mais variadas informações em um único lugar, que posso acessar de diversas formas (pelo computador, tablet e celular) e sem precisar usar papel.

Importante salientar que, para aquelas notas que contenham informações sigilosas, você pode criptografar os dados, tornando ainda mais seguro o programa.

Se você ficou com alguma dúvida, envie um e-mail para contato@organizz.com.br.

Não deixe de curtir o blog no Facebook e Instagram! 😉

031213_COMO EU USO O EVERNOTE

Deixe uma resposta